É uma pessoa feliz? Consegue dizê-lo sem hesitar? Se sim, o que significa para si ser feliz? Se a resposta é ‘não’, então o que considera que contribui para a sua infelicidade?

Ser feliz exige coragem. Em primeiro lugar, a coragem de tentarmos ser, o mais possível, fiéis a nós próprias. É fácil ser feliz quando a vida corre de feição, quando conseguimos o que queremos, quando (aparentemente) não temos grandes desafios. E quando aquilo que somos e queremos se enquadra no padrão. A felicidade torna-se mais difícil quando consideramos que algo falta na nossa vida e que a nossa felicidade depende disso. Ou quando nos sentimos à margem da maioria e que não há lugar para nós neste mundo.

Eu já fui feliz com muito pouco, porque me sentia em paz comigo. E já fui profundamente infeliz, tendo tudo, porque não estava bem interiormente. Há um momento em que é preciso decidirmos, dentro de nós, que já chega de dramas. Há um momento em que é preciso decidir como queremos viver. Sempre na angústia e no sofrimento ou dando-nos a oportunidade de sermos felizes e vivermos a vida em pleno?

SER FELIZ não é eliminar a dor e as dificuldades da nossa vida. Isso não seria humano nem eternamente sustentável. SER FELIZ é conviver com a dor e com as alegrias, com a Luz e com as Sombras, encarando a vida como uma oportunidade de evolução e de superação de desafios. Haverá sempre alegrias e tristezas nesta nossa caminhada, mas também haverá sempre a oportunidade de escolha. O que escolhe agora? Ser feliz?

Leave a comment